domingo, 17 de maio de 2009

Prison Break 1°Temporada


Até que ponto é que um homem é capaz de ir para salvar um irmão? É esta a premissa da primeira temporada de “Prison Break”, que nos relata a história de Michael Scofield (Wentworth Miller), um hábil Engenheiro de Estruturas que assalta um banco de forma a ser preso no mesmo local do irmão, Linc Burrows, condenado à pena de morte, e conseguir, com um elaborado plano, – que já agora, está tatuado no seu corpo – libertar o irmão e escapar da prisão. No entanto, e como é costume, as situações inesperadas serão mais do que muitas e tudo o que parecia dominado rapidamente fica descontrolado.“Prison Break – Primeira Temporada” não é uma série sobre a vida na prisão, mas sim sobre uma possível e provável fuga. Claustrofóbica q.b. e com um elenco excepcional, onde naturalmente podemos destacar o extravagante Robert Knepper (T-Bag) e o notável Peter Stormare (Abruzzi), somos, episódio após episódio, confrontados com uma história que mistura de forma singular e convincente uma teoria de conspiração, com o thriller, o drama e até, em certas alturas, com um romantismo subtil entre Michael e Sara Tancredi (Sarah Callies), a médica de Fox River.

Apesar de algumas convencionalidades insubsistentes, que desleixam o argumento (os casos mais flagrantes ocorrem na enfermaria, onde dia sim dia não é obrigatório ou não o uso de algemas), a primeira temporada de “Prison Break” é uma das mais excitantes séries televisivas dos últimos anos. Longe de ser tão viciante como “24”, por exemplo, a série de Brett Ratner entretém e mantém um ritmo arquejante do primeiro ao último episódio e cria, em si mesma, uma capacidade intrínseca e peculiar de conseguir surpreender o espectador com o mais simples dos pormenores





























Nenhum comentário:

Postar um comentário